Info

O Reiki e o Bambu

 

O Bambu é uma planta muito versátil e que vem sendo usada pelo homem há muitos séculos. China e Japão possuem um histórico muito rico sobre o bambu e suas aplicações. Mais recentemente novas tecnologias estão ampliando o uso desta planta para áreas como construção civil e arquitetura.

O Bambu está relacionado com o Reiki devido ao seu uso na irrigação de plantações. Em um passado não muito distante o bambu era usado para a construção de sistemas de irrigação de plantações e também para distribuir a água de fontes e nascentes.

Deste uso do bambu para conduzir a água, sem alterar as suas características é que os reikianos utilizam a imagem do canal de Reiki, que seria o reikiano que não altera as qualidades do Reiki que é canalizado.

O canal de Reiki ideal é como um bambu, oferece uma ligação entre a energia do Reiki e a pessoa que está necessitada, sem interferir no processo, sem alterar a energia do Reiki e sem se envolver.

Algumas vezes eu já observei críticas referentes ao fato de que o bambu não é oco, possui junções que são fechadas, ou seja, interrompem o fluxo de qualquer líquido. Então, desta forma, não poderia ser usado como símbolo do canal de Reiki.

Entretanto, o bambu para ser usado em sistemas de irrigação passa por um processo de limpeza e adaptação, onde é trabalhado para o uso como condutor de água.

Não se pode pensar que simplesmente cortamos um punhado de bambus e grudamos um no outro e está tudo pronto e funcionando. É uma simplificação grosseira, além disto muitas espécies de bambus também não servem para conduzir água, devido a sua estrutura e composição. Aqui temos outra analogia interessante, nem todas as pessoas querem se tornar reikianos e também muitas não gostam do Reiki.

Assim como o bambu precisa ser trabalhado para ser usado como condutor de água o reikiano também passa por um processo no qual é preparado para canalizar o Reiki. Isto é conhecido como iniciação ou sintonização. Isto torna a simbologia do bambu ainda mais aplicada ao reikiano.

Podemos mencionar também que após a iniciação o reikiano ainda não está totalmente preparado para canalizar o Reiki, esta capacidade vai se desenvolvendo com a prática. Aqui podemos comparar o reikiano iniciante com um bambu jovem e ainda verde. Que vai crescer até atingir a sua maturidade.

É aconselhável que no primeiro contato, o reikiano utilize esta sua nova habilidade apenas para si mesmo e para as pessoas próximas, familiares principalmente. Que vá usando o Reiki com moderação. Isto se explica nesta adaptação do sistema de energia do reikiano para canalizar o Reiki de forma correta, evitando sintonias indevidas e prejudiciais.

Esta simbologia, do bambu, está um pouco esquecida nos dias atuais. Os cursos são mais rápidos e ninguém quer perder tempo com fábulas. Muitos mestres nem mencionam mais esta analogia. Muitas vezes ela surge como uma pergunta do aluno que leu a informação em algum site da net ou então em algum livro sobre o Reiki.

Eu considero que ela é muito válida, enriquece o conteúdo do curso e também oferece ao novo reikiano uma forma de se perceber de se conceber como canal de Reiki que é muito apropriada.

Muitas histórias e lendas foram sendo usadas e criadas no âmbito do Reiki ao longo do tempo, algumas podem ser dispensadas pois se situam mais como lendas e adaptações inexatas. Mas o bambu merece continuar a figurar em nosso imaginário de reikiano.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s